Plataforma digital de comunicação multimédia para a promoção e divulgação do concelho de Alijó. Espaço cívico de debate, de informação, de opinião plural e de defesa dos interesses concelhios.

Bloco interroga Governo sobre poluição no rio Tua

Numa pergunta dirigida ao Ministério do Ambiente, o BE questiona sobre "os resultados das diligências das diferentes autoridades que se têm vindo a deslocar ao local" e "de que forma considera o Governo atuar para evitar comportamentos de descargas recorrentes como se tem verificado".

0 676

 

O rio Tua anda a ser poluído, milhares de peixes aparecem mortos à superfície das águas e as descargas causadoras do problema ainda não se sabe de onde provêm.

Perante este impasse, o Bloco de Esquerda (BE) interrogou o Governo sobre as averiguações que estão em curso para detetar o foco da poluição.

Numa pergunta dirigida ao Ministério do Ambiente, o BE questiona sobre “os resultados das diligências das diferentes autoridades que se têm vindo a deslocar ao localo” e “de que forma considera o Governo atuar para evitar comportamentos de descargas recorrentes como se tem verificado“.

Segundo o Bloco, citado pela Lusa, “no último ano, o rio Tua tem sido afetado por descargas poluentes, na zona de Frechas, no concelho de Mirandela, distrito de Bragança, atribuídas a uma empresa localizada na zona”.

Segundo o BE “a poluição voltou, com visíveis manchas de óleo e sujidade numa vasta dimensão do leito do rio” e o problema já se arrasta desde o verão do ano passado.

As descargas poluentes atingem todo o caudal do rio Tua que nasce próximo de Mirandela e vem desaguar no rio Douro, em Foz-Tua, numa área territorial onde se faz a divisão entre os concelhos de Alijó e Carrazeda de Ansiães.

O caudal do rio Tua e a sua recente albufeira inserem-se no território administrativo de cinco concelhos: Mirandela, Vila Flor, Carrazeda de Ansiães, Murça e Alijó.

Comentários
Loading...