Plataforma digital de comunicação multimédia para a promoção e divulgação do concelho de Alijó. Espaço cívico de debate, de informação, de opinião plural e de defesa dos interesses concelhios.

Está a chegar um dos maiores festivais de teatro do Douro

A Mostra de Teatro do Douro 2019 continua a ser o principal evento organizado pela Associação Vale d’Ouro e este ano tem mais motivos de interesse, segundo o Presidente da Direção da instituição, Luís Almeida

0 541

Arranca este sábado em Santa Marta de Penaguião a partir das 21h30 mais uma edição, a décima primeira, da Mostra de Teatro do Douro, organizada pela Associação Vale d’Ouro. Ao longo de pouco mais de um mês, além de Santa Marta de Penaguião, também Carrazeda de Ansiães, Sabrosa, Pinhão, Favaios, Mesão Frio e Régua receberão os oito espetáculos que compõem a “rota mágica do teatro” em 2019.

“A Greve do Sexo”, o clássico texto de Aristófanes que tem Lisístrata como protagonista, é a primeira proposta da Mostra de Teatro do Douro 2019. Num arranque inédito deste festival em Santa Marta de Penaguião, o Teatro Fórum Boticas leva a sua adaptação deste texto da Atenas Clássica e que terá sido encenado pela primeira vez em 411 a.C. Numa ação concertada e com o objetivo de acabar com a guerra, as mulheres de várias povoações da Antiga Grécia fazem “greve” ao sexo provocando um conjunto de divertidas peripécias ao longo da peça. O espetáculo decorre no Auditório Municipal e tem entrada gratuita.

A Mostra de Teatro do Douro 2019 continua a ser o principal evento organizado pela Associação Vale d’Ouro e este ano tem mais motivos de interesse, segundo o Presidente da Direção da instituição, Luís Almeida: “vamos começar em Santa Marta de Penaguião pela primeira vez e é também uma forma de reconhecermos a importância desta vila para o nosso festival ao longo dos anos nesta que é uma edição muito especial porque tem novos palcos, novos grupos, mais espetáculos e mais produção original”.

A edição de 2019 chegará pela primeira vez a Carrazeda de Ansiães e regressa a Favaios depois de vários anos de interregno naquela vila: “além de estarmos no distrito de Bragança pela primeira vez, o regresso do festival a Favaios, num desafio lançado pela C. M. Alijó, assume particular importância pelo centésimo aniversário do Teatro António Augusto Assunção”. Em termos de programação, Luís Almeida considera ser uma edição muito abrangente: “vamos ter vários estilos de comédia onde se inclui uma revista, teatro para a família e vamos contar mais um pedaço da história do Douro, no último fim-de-semana, em que nos associamos à Régua, Cidade do Vinho 2019.

Até 18 de maio diversos palcos na região recebem este festival onde participam o Teatro Fórum Boticas, Grupo de Teatro de Novelas, Teatro Experimental Flaviense, Grupo de Teatro do Centro Cultural Lordelense, Grupo de Teatro Aldeia Verde, Núcleo de Teatro da AC Vermoim, Grupo de Teatro da Universidade Sénior de Rotary do Peso da Régua e Teatraço. As entradas são gratuitas, exceto no último espetáculo, e continuam a dar prémios para usufruir na região. Todas as informações estão disponíveis em www.mostrateatrodouro.associacaovaledouro.pt .

Comentários
Loading...