Plataforma digital de comunicação multimédia para a promoção e divulgação do concelho de Alijó. Espaço cívico de debate, de informação, de opinião plural e de defesa dos interesses concelhios.

Respostas Sociais para Idosos

Mas será que temos Lares suficientes para dar resposta às listas de espera cada vez mais inúmeras?

0 1.657
Alexandra Magalhães

Diretora de Serviços Gerais do Centro Social, Recreativo e…

+ artigos

A transformação da estrutura demográfica, nomeadamente as mudanças ocorridas nos padrões das distribuições das idades, trouxe entre as suas mais variadas consequências, uma nova visibilidade social e uma nova corresponsabilidade sobre as pessoas idosas, num contexto onde o conceito de velhice se transforma conforme se transforma a sociedade (Daniel,2006). Assim, o aumento da população idosa tem levado a inúmeras transformações sociais, que por sua vez tem levado a uma organização dos serviços de saúde de forma a dar resposta às novas necessidades (Ferreira,2009).

O alcance da longevidade e o aumento da esperança média de vida trouxe consigo consequências, que vieram exigir obviamente medidas sociais e politicas capazes de dar resposta à população, dentro dessas medidas destacam-se a criação de Respostas Sociais diferenciadas destinadas à população idosa e às suas famílias.

Nesta perspetiva o sistema de Segurança Social criou uma politica que abrange o apoio social, que apoia a família através de equipamentos denominados por Instituições, que são a Resposta Social que presta cuidados aos idosos quando as famílias, não tem condições para poderem cuidar deles (Martim, 2006).

Mas será que temos Lares suficientes para dar resposta às listas de espera cada vez mais inúmeras?

De que forma poderemos prestar cuidados diferenciados aos idosos não institucionalizados?

Parece-me que, cada vez mais , teremos de apostar em respostas sociais inovadoras, respostas sociais atípicas. Falo da Resposta Social SAD, cada vez mais complementar, falo de uma Resposta Social que necessita de ser renovada.

A Institucionalização deverá ser um processo de ultima instancia em que as condições físicas já não permitam que o utente permaneça no seu espaço físico. É importante que o idoso se sinta realizado nas suas atividades diárias.

Não podemos pensar que o apoio domiciliário é apenas assegurar quatro serviços mínimos, temos que pensar que estes utentes poderão usufruir de atividades diversas a desenvolver de acordo com os seus interesses, gostos e capacidades, poderão também usufruir de atividades planeadas como ocorre no Centro de Dia. Precisamos de arranjar respostas que acautelem acima de tudo a integridade do idoso, as suas necessidades e as condições financeiras.
Cumpre-nos mudar o paradigma das estratégias sociais.
Cumpre-nos complementar as respostas sociais.

Comentários
Loading...