Plataforma digital de comunicação multimédia para a promoção e divulgação do concelho de Alijó. Espaço cívico de debate, de informação, de opinião plural e de defesa dos interesses concelhios.

Taludes da linha do Douro vão ser estabilizados. Operação custará 3,5 milhões de euros

Segundo a Agência Lusa, “os taludes a intervencionar possuem uma altura máxima variável entre os cinco e os 27 metros e localizam-se em zonas de difícil acesso, o que deverá implicar, segundo a IP “uma forte componente logística para a realização dos trabalhos".

0 656

Cerca de 3,5 milhões de euros vão ser utilizados pela Infraestruturas de Portugal (IP) para estabilização de taludes e aumento de segurança na linha do Douro, entre as localidades de Sabrosa, Alijó e Carrazeda de Ansiães.

O anuncio foi feito hoje por fonte da IP à agência Lusa e os trabalhos vão prolongar-se por cerca de um ano e meio, não devendo, contudo, ser afetada a circulação ferroviária naquele troço com cerca de 26 quilómetros.

A empresa responsável pela manutenção dos caminho-de-ferro portugueses explicou que esta intervenção se destina “correção das situações previamente identificadas, de modo a precaver eventuais deslizamentos de pedras e queda de blocos para a via-férrea”.

Segundo a Agência Lusa, “os taludes a intervencionar possuem uma altura máxima variável entre os cinco e os 27 metros e localizam-se em zonas de difícil acesso, o que deverá implicar, segundo a IP “uma forte componente logística para a realização dos trabalhos”.

Além da empreitada agora consignada, a empresa disse à Lusa que “estão previstas realizar, nos próximos anos, várias ações de tratamento e estabilização de taludes que, no seu conjunto, representam um investimento superior a 30 milhões de euros”.

Comentários
Loading...