Plataforma digital de comunicação multimédia para a promoção e divulgação do concelho de Alijó. Espaço cívico de debate, de informação, de opinião plural e de defesa dos interesses concelhios.

“Tu és Milhais, mas vales Milhões!”

Aníbal Augusto Milhais nasceu em Valongo, concelho de Murça, no dia 9 de Julho de 1895, tendo ficado na História com o nome de Soldado Milhões, protagonista de uma ação heroica que marcou a participação portuguesa na I Guerra Mundial, mais propriamente na Batalha de La Lyz que este ano comemora 100 anos.

Estávamos na madrugada de 9 de abril de 1918 quando os alemães atacaram o sector português da frente de guerra que estava a ser defendida pela segunda divisão do Corpo Expedicionário enviado para França.

Nesse dia, o ataque alemão foi devastador e em poucas horas os portugueses perdem 7500 homens, ficando para sempre a batalha La Lys ligada a uma data trágica para Portugal. Mas no meio de tanta devastação estava um soldado transmontano que enfrentou sozinho as colunas alemãs.

Contrariando ordens superiores, o Soldado Milhões enfrentou diversas ofensivas alemãs de maneira a garantir a retirada dos seus companheiros. Depois Milhais ou o Soldado Milhões perdeu-se, mas escapou ileso e veio a reencontrar o seu pelotão após vários dias de caminhar em solidão.

Uma história pessoal de heroísmo que marcou a participação portuguesa na I Guerra Mundial e uma das mais extraordinárias histórias pessoais que se possa imaginar, recentemente transportada para o cinema a partir de um filme realizado por Gonçalo Galvão Teles e Jorge Paixão da Costa.

Mas muito antes da realização ficcionada da história e do extraordinário feito do “Soldado Milhões’, Aníbal Augusto Milhais deu uma entrevista para a RTP contando na primeira pessoa a sua aventurosa participação na Batalha de La Lyz. É essa entrevista que aqui partilhamos para evocar o heroísmo de um homem singular da nossa região.

Comentários
Loading...